Natacha Cortêz

Uma perdida. Maringaense morando em São Paulo. Formada em moda, mas tem certeza que foi só paixão de verão. É repórter da Revista Tpm e faz aquarelas quando fica muito feliz. Mas só quando muito feliz.

Mesmo assim, todo o dia querendo começar tudo outra vez. Agora quer ilustrar e escrever. Mas sabe que amanhã vai querer viajar, e que talvez depois almeje cozinhar. Tudo bem, meus dedos cruzados e tudo dá certo.

Todas as publicações

Mulheres, literatura e mais uma provocação

publicado em 18 de junho de 2015

Os ânimos não se acalmaram desde a criação da hashtag #readwomen2014. Pudera, a começar pela programação da Flip deste ano, quase nada mudou  …

Até quando você quiser, Ceará

publicado em 04 de janeiro de 2014

Ainda peco por afastar abraços e limpar babas de beijo que restam na bochecha. Sorte minha que o Everton me leu no primeiro encontro,…

Aline

publicado em 17 de outubro de 2012

Aline é o tipo de lembrança que volta todo dia. Gosto de falar coisas pra ela como se estivesse ali, no banco vazio ao…

Da Karol, mas não a sua

publicado em 02 de agosto de 2012

Eu começaria qualquer texto mentindo se dissesse que poucas coisas me lembram você. Eu começaria qualquer dos meus dias enganando a mim mesma se…

Buenos Sweet Aires, sem você, nunca mais

publicado em 10 de fevereiro de 2012

Deixei pra fazer as malas nas útimas horas. Não são só mudas de roupa e sapatos encardidos que voltam comigo. Na noite de ontem,…