Textos

28 de Abril de 2014

Paz

Das coisas que o cansaço traz. Hoje me senti feito pena. Leve e flutuando, sem muito pensar, sem muito pesar.

Gosto de ficar só nesses momentos sutis. Únicos, de acesso à calmaria profunda do ser.

A vida segue. Em volta, o caos. Mas não sei… Algo acontece que me deixa apenas respirando, sem ter por que. Sem esperar.

Muito barulho, mas concentro em mim. Então, saio do lugar pra encontrar a rua. O contraste de sons me inspira. Hoje há silêncio no ar.

Mas não é a rua, é algo que desperta internamente, dizendo: “vai ficar tudo bem. Leve, como uma pena. Macio como pluma e o seu caminhar”. E eu acredito.

Caminhando por essa rua, na brisa fresca, eu finalmente senti. Paz.

 

* Ilustração: Obe Dessa para a Confeitaria

Carolina Lancelloti
Leia mais textos de Carolina aqui.