Textos

26 de novembro de 2013

Pro verão, com amor

O sol começa a esquentar os dias de Novembro e então eu lembro do nosso primeiro verão. Não faz muito tempo, mas a saudade já bate – saudade de sei lá o que. De dias com frio na barriga, de primeiras vezes, de inocência e água fria dos banhos de cachú.

Saudade de sei lá o que, se hoje já é quase Dezembro outra vez e a estrada chama, chama e queima, nos esperando passar.

Vamos pra algum lugar onde só exista sol e mar, pele e sal. A barraca é abrigo, mas se chover, se molha comigo. A gente come se a fome bater, a gente dorme se o sono chamar, na rede, na areia, no carro, na estrada. Com você é qualquer hora e qualquer lugar.

Então me leva e se entrega, pra que a gente não precise mais ser só e possa somente ser. Eu e você.

É verão, meu amor.

 

 

* Imagem: Moonrise Kingdom.

Carolina Lancelloti
Leia mais textos de Carolina aqui.