Autores convidados, Textos
Ana Guadalupe
13 de dezembro de 2012

Poemas de Amor com Ácaros

chuva nos sapatos

 

a chuva dificulta

a semana que só íamos levando

como copo d’água da cozinha pro quarto

e do quarto pra cozinha

te peço que não leve pro banheiro

apenas pro interior do seu corpo

onde percorrerá vísceras que não percorro

monstro do lago e do pântano

a chuva interromperá de novo nosso único plano

mas cronometrará com cuidado o intervalo

entre você aí nos trilhos

e eu aqui aos solavancos

 

 

 

daqui a pouco

 

depois quando não existe

depois

não existe

só o agora continua insistente

se fosse um homem ou mulher de olhos grandes

o agora telefonaria muitas vezes

até que alguém atendesse

pra que a gente se gostasse no primeiro instante

e vivesse dias inteiros estragados por detalhes

aparelhos com defeito, despencamento de cabides

um amigo inconveniente, o gênero errado de filme

alergia a pólen

alergia a cabelos

 

 

 

amor ou pena

 

sei que é amor

quando não sei se é pena

holograma de você aos 8 anos no pátio:

dá dó

pensar no copo de leite ou suco

que nunca compartilharemos

pois seria impossível

 

seus arquivos virtuais da última década:

quantidade moderada de pena

 

seus sonhos de sucesso e fama: dó

 

seus gostos e hábitos já surrados pelo tempo:

um pouco de nojo, um pouco de pena

 

seus 19 romances anteriores: uma pena

 

foto de festa da sua adolescência:

o resultado é um pouco de pena

de você em péssima forma

e de mim que não me chamei roberto ou rebeca

pra te conhecer naquele dia

 

 

 

os moradores de quitinete

 

o chão de quitinete

acumula os mesmos ácaros

que andam pelos corpos e cabelos

compartilhados no único

travesseiro úmido

dos moradores de quitinete

quando sentem sono

 

 

 

vamos perder e retomar o contato

 

vamos perder o contato?

visto que não há motivo para mantê-lo

por meio de encontros e recados

se a cada dia acordamos outro

e não vamos manter nem em sonho

nosso outro de ontem

 

outrora foi mais fácil

cortar os laços todos

 

vamos retomar e perder o contato

só no arquivo permanente do passado

o outro ficará pra sempre lacrado

prêmio que apenas antecipamos

cromo raríssimo

pacote intacto

 

 

* Ana Guadalupe é uma dos Autores Convidados da Confeitaria.

Bio: Ana tem 27 anos e curte poesia.

Leia mais textos da Ana em seu blog e a acompanhe em seu perfil no Twitter.

Ilustração de Thiago Thomé (aka Liquidpig).

Ana Guadalupe
Autor(a) convidado(a) da Confeitaria convidado(a).