Textos

19 de novembro de 2017

Deriva

Desde 2016, estivemos planejando um novo projeto editorial que nasceu a partir da Confeitaria: a Deriva, publicação independente que tem três pilares essenciais: psicanálise, artes e cultura. Literatura e cinema continuam sendo dois de nossos temas principais. É possível ler a primeira e a segunda edição gratuitamente. A frequência de publicação da Deriva tem sido semestral.

No dicionário, a palavra deriva assume diferentes conotações. Eis algumas:

1. Desvio do caminho de uma embarcação, causada por ventos ou correntes.
2. Desvio em relação ao estado normal de um aparelho ou instrumento.
3. Ação de derivar, de fluir a partir de.
4. À deriva: ao sabor do acaso.

Todas nos interessam: a Deriva tem origem na experiência iniciada aqui, sendo um desdobramento do que começamos lá em 2012. Estar em movimento é precisamente o que nos interessa.

Gostaríamos de agradecer aos autores e às autoras que, ao longo desses cinco anos, gentilmente contribuíram com resenhas, contos, crônicas, ensaios, poemas, entrevistas, artigos e outros formatos de textos, bem como ao time de artistas, designers, fotógrafos e fotógrafas que foram essenciais para que construíssemos um conteúdo tão vasto, tão diversificado.

Convidamos vocês a conhecer e acompanhar a Deriva. Criamos um perfil no Twitter e uma página no Facebook onde informaremos as novidades e compartilharemos os textos publicados.

Por enquanto, a Confeitaria fica por aqui.

Abraços e obrigada!

 

* A ilustração que acompanha este texto é de Beatriz Leite para a primeira edição da Deriva.

 

Fabiane Secches
Leia mais textos de Fabiane aqui.