Textos

10 de agosto de 2015

Ilustração:
Fernando Weno

Ansioso, eu?

Filho,

Vem logo.

Só de sonhar com tudo que vai tirar meu sono por sua causa, fico ansioso.

Estou ansioso por qualquer coisa que acontecer daqui para frente, quando metade de mim viajar sozinho pela primeira vez ou quando te levar para provar coxinha frita quentinha, mesmo que seja por nostalgia do seu bisavô português, dono de um boteco.

Estou ansioso para te mostrar um monte de coisas; as legais, as muito legais e as não legais. Ansioso pra te apresentar os meus queridos e conhecer os seus, que nem cruzaram a sua vida ainda.

Estou ansioso por registrar a reação da sua mãe e avós quando te virem pela primeira vez. Pela enésima vez também.

Temos todo o tempo do (nosso) mundo para isso.

Vem logo.

Beijo,

Papai

Fernando Weno
Leia mais textos de Fernando aqui.