Textos

13 de setembro de 2012

Santa Maria

Manhã fria e vazia. Roberto percebe que sua esposa já não está mais ao seu lado na cama.

Toma um banho, faz a barba, coloca o terno. Senta na poltrona, coloca os sapatos e demora vinte minutos para acertar o nó da gravata. Abre a janela e vê o sol nascendo lá fora. Respira profundamente e vai para a cozinha.

Lá está Maria, que acordou uma hora antes para lhe comprar o jornal, o pão fresquinho e passar o café.

Roberto trabalha na capital e chega em casa bem na hora da novela, a que Maria ama assistir.

Mas, assim que chega, Maria se levanta, dá um beijo leve em seu amado marido e termina de preparar o jantar.

Enquanto isso, Roberto senta no canto do sofá, pega o controle da TV, muda para o canal de notícias e pensa: Santa Maria.

Já não se fazem mais Marias como antigamente.

Ainda bem.

 

* Foto de Camila Svenson.

Inaê Rosas
Leia mais textos de Inaê aqui.