Textos

12 de março de 2014

Verdes ou pretas?

Ele gosta de azeitonas, mas nunca sei se de verdes ou pretas. É cabeça dura, ri dos mesmos gifs que eu, lê sempre a minha mente. Ele mendiga minhas receitas e diz que, depois de comer tudo, ele vai lavar os pratos. Mentira, ele nunca lava.

Ele ama cultura popular e Mika e acho que tem medo de novos amores (ainda bem que sou um dos antigos). E, quando diz que está vindo, eu preparo tudo como se fosse mãe de filho já crescido. Toalha limpa penduradinha, passeio e café na cama.

Ele é ainda o mesmo colega do inglês e o que tentou me ensinar probabilidade na escola. Foi com ele que dividi a raiva daquele professor de literatura imbecil e de muitos outros depois, na faculdade. Com exceção de uma ou duas, detestamos as mesmas pessoas.

Ele sabe sobre todos os meus amores e eu conheço o seu coração inteiro. Nesses mais de dez anos, tomamos todos os porres, fumamos, comemos McDonald’s, dirigimos bêbados — sempre mantendo o peso na consciência.

Tudo isso é só para dizer que hoje achei uma receita de Olive Fritti e passei a tarde pensando o quanto ele iria gostar se eu fizesse. Azeitonas fritas, recheadas com queijo e nozes torradinhas, imagina. Passei a tarde pensando não na receita, mas no quanto é estranho a gente amar tanto uma pessoa e nem saber se ela gosta mais das azeitonas verdes ou das pretas.

 

* Ilustração de Gabriela Biscáro para a Confeitaria.

Mariana Reis
Leia mais textos de Mariana aqui.