Textos

12 de setembro de 2012

Do avesso

Se tudo começou no avesso

Se, do fim, nasceu um começo

Se quando eu estava, você fugia

Se quando eu fugia, você ficava

 

Caída, você me esticava a mão

Submerso, eu te procurava em desespero

Mas, de tanto procurar, perdi

De tanto gritar, não me fiz ouvir

 

Hoje, sigo calada, no avesso de mim

Esperando o recomeço de um fim

Porque algumas vidas são assim

O revés de um sim.

 

Procurei um samba pra nós dois. Não encontrei.

Thais Lima
Leia mais textos de Thais aqui.